Economia & Mercados
08/11/2018 10:36

Lucro do Banco Votorantim cresce 75,16% e atinge R$ 268 milhões no 3º trimestre


O Banco Votorantim reportou lucro líquido de R$ 268 milhões no terceiro trimestre, cifra 75,16% maior que a vista um ano antes, de R$ 153 milhões. Em relação aos três meses anteriores, de R$ 256 milhões, foi visto incremento de 4,7%.

"Os principais efeitos no último trimestre foram o crescimento da margem financeira com clientes, e a redução no resultado com provisões (PDD) e impairments, reflexo do maior volume de recuperação de crédito e menor custo de crédito", destaca o Votorantim, em relatório que acompanha suas demonstrações financeiras.

O banco acrescenta, no documento, que no terceiro trimestre houve aumento das despesas de pessoal e administrativas, principalmente devido ao dissídio dos financiários/bancários, e pelo crescimento na distribuição de participação nos lucros (PLR), seguindo o melhor desempenho dos negócios.

No acumulado do ano até setembro, o lucro líquido do banco Votorantim totalizou R$ 779 milhões, aumento de 83% ante o mesmo intervalo de 2017, de R$ 426 milhões. "O banco segue focado na sua estratégia de rentabilizar os negócios, aumentar a eficiência operacional e diversificar as fontes de receitas, investindo de forma contínua na transformação digital", destaca o Votorantim, em relatório que acompanha suas demonstrações financeiras.

A carteira de crédito ampliada da instituição foi a R$ 59,418 bilhões em setembro, aumento de 0,4% ante o trimestre anterior. No comparativo anual, porém, foi registrada queda de 0,4%. A redução do saldo foi influenciada pela carteira de pessoas jurídicas, cujos empréstimos se reduziram em 1,4% e 10,8%, nesta ordem. Já o crédito para pessoa física teve alta de 1,5% ao final de setembro ante junho e de 7,0% em 12 meses.

A inadimplência acima de 90 dias da carteira de crédito do Votorantim encerrou setembro em 4,2%, com alta de 0,2 p.p. no trimestre. Segundo o banco, a piora no indicador reflete um caso pontual do Atacado que, segundo o banco, está "adequadamente provisionado".

O Votorantim encerrou setembro com R$ 97,256 bilhões, cifra 2,2% menor em um ano. No trimestre, foi registrado recuo de 0,9%. Seu patrimônio líquido ficou em R$ 9,498 bilhões no terceiro trimestre, aumento de 8,2% e 1,6%, nesta ordem.

O retorno sobre o patrimônio líquido médio (ROAE, na sigla em inglês) foi de 11,9% no terceiro trimestre ante 11,6% no segundo e 7,3% em um ano.

O índice de Basileia do Votorantim, que mede quanto um banco pode emprestar sem comprometer o seu capital, foi a 16,4% ao fim de setembro, acima do indicador visto no término de junho, de 16%. Em um ano, estava em 14,6%.
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos