Política
14/11/2017 20:20

Deputado do PMDB de MT diz que há grande equívoco do MPF em investigação


São Paulo, 14/11/2017 - O deputado Valtenir Luiz Pereira (PMDB-MT) afirmou nesta terça-feira, 14, em nota que "de início, há um grande equívoco por parte do MPF [Ministério Público Federal]", na investigação que corre no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre gastos do parlamentar num posto de combustíveis por ter supostamente servido como banco para lavagem de dinheiro de propinas em esquemas que são alvo da Operação Ararath.

Pereira afirmou que o combustível foi empregado no exercício da atividade parlamentar, "atendendo às mais diversas demandas" que chegam ao escritório parlamentar em Cuiabá, tanto da capital, da Baixada Cuiabana, quanto do interior do Estado. Ele disse também que, no momento oportuno, "tudo ficará esclarecido e devidamente comprovado que não há qualquer contorno criminal e muito menos eventual elemento mínimo e razoável para sustentar a investigação". "Isso porque o nosso mandato é um mandato popular, exercido em favor do povo, que exige muito trabalho, com bons resultados", disse.

"Por fim, esclareço que não tem qualquer fundamento a menção do meu nome pelo ex-governador Silval Barbosa em depoimento ao MPF, porque nunca tratamos de nada ilícito, pelo contrário, todas as tratativas que realizamos dentro do seu governo foram institucionais e republicanas, tudo em favor dos mais relevantes interesses do povo Mato-grossense." (Luiz Vassallo)
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Político e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos