PR Newswire Economia
13/01/2020 15:00

Seis dicas para investir em criptomoedas em 2020 com segurança


Seis dicas para investir em criptomoedas em 2020 com segurança

Ativos digitais são um bom investimento e o mercado segue em expansão

PR Newswire


SÃO PAULO, 13 de janeiro de 2020 /PRNewswire/ -- O ano começou e para muitas pessoas a resolução é diversificar os investimentos, já que a taxa básica de juros (Selic) atingiu o menor patamar da história a 4,5% e tornou os investimentos mais comuns menos atrativos. Para tanto, as criptomoedas são uma boa alternativa. Apesar de ser volátil, o histórico demonstra lucros consistentes para aqueles que entram neste mercado. O investidor deve ter sempre cautela e buscar o máximo de informação possível para tomar as melhores decisões. Em todo o mundo, as criptomoedas demonstram serem um instrumento eficaz, transparente, rápido e seguro, além de ser um bom investimento.


A CEO da exchange de criptomoedas NovaDAX, Beibei Liu, explica que a compra e venda de criptomoedas no País pode ser feita por meio de exchanges, que funcionam como intermediárias entre compradores e vendedores, e devem seguir algumas regras e boas práticas para garantir a segurança e transparência das movimentações.


"Todas as corretoras que operam no País devem registrar as operações à Receita Federal do Brasil e seguir regras de KYC (Know Your Customer) de Compliance. Portanto, é mais seguro", informa Beibei. A executiva da NovaDAX ainda avalia: "Existe um debate sobre como as criptomoedas serão regulamentadas no Brasil, o que é imprescindível para trazer ainda mais oportunidades de desenvolvimento econômico e coibir práticas ilegais envolvendo-a justamente por essa falta de regimento".


Saiba como investir em criptomoedas:


#1 Busque exchanges de criptomoedas bem avaliadas
Corretoras ou exchange são plataformas que você se cadastra para negociar criptomoedas. O primeiro passo é escolher uma empresa de confiança. Como escolher uma exchange de criptomoedas? Busque exchanges que são bem avaliadas em sites independentes, veja o comportamento nas redes sociais e opções canais de atendimento disponíveis, por exemplo.


#2 Conheça as criptomoedas do mercado e entenda como funciona as transações
Apesar da criptomoeda mais conhecida ser o Bitcoin, existem várias moedas no mercado para negociar, conhecidas como Altcoins. Portanto, é necessário entender como funcionam as transações, a dinâmica da compra e venda de criptomoedas, procurar saber mais informações sobre pico e desvalorização dos ativos digitais, entre outros fatores, para saber qual é o melhor lugar e a opção de investimento de acordo com o seu objetivo e perfil.


#3 Pesquise e acompanhe os históricos das criptos antes de investir
Antes de investir em um ativo digital, investigue qual é a sua proposta, o volume de capitalização, histórico de valorização da moeda. Após fazer essa pesquisa em sites confiáveis, você poderá decidir se vale a pena investir na criptomoeda. Uma forma é acompanhar relatórios sobre os investimentos e análises que mostram o histórico da valorização e seus valores de mercado. Nunca invista os seus ovos em uma única cesta, diversifique. Ao investir em distintas criptomoedas você mantém um equilíbrio na sua carteira de investimentos.


#4 Comece seus investimentos com frações de criptomoedas
Você não precisa comprar uma unidade de criptomoeda inteira. Você pode começar investindo em frações (um terço, um quarto, um quinto). Verifique as opções que as corretoras disponibilizam, se é possível comprar diretamente com real e também fazer transação entre duas criptomoedas, aumentando as possibilidades de negociações. Essas combinações de compra e venda são chamadas de pares.


#5 Use e explore o Livro de Ofertas
Livro de Ofertas é uma ferramenta oferecida pelas exchanges, na qual os clientes programam as ordens de compra ou venda para serem executadas com um preço diferente do que o mercado está oferecendo naquele momento. Quando o preço inserido coincide com uma outra oferta no livro, elas "se encontram" e a operação ocorre de forma parcial ou integral, dependendo do volume disponível. Para usar melhor essa ferramenta, analise bem as movimentações de mercado da criptomoeda escolhida dentro e fora do livro a ser utilizado. O volume de negociações é diferente de uma corretora para a outra e por isso a liquidez deve ser um fator relevante na análise. Portanto, sempre analise antes e alinhe suas expectativas baseado em dados.


#6 Faça um backup da sua wallet própria
Crie a sua própria wallet e transfira para a exchange a quantidade exata que você quer negociar, assim você tem segurança e autonomia para cuidar de suas criptomoedas. Fazendo a analogia da conta corrente ser aquela que usamos para as nossas movimentações financeiras e a poupança serve para guardar dinheiro, separe suas criptomoedas para serem negociadas de imediato, que pode ser na conta de uma exchange (conta corrente), e uma wallet a parte (poupança), na qual o armazenamento também pode ser na nuvem conectado à internet (hot wallet) ou offline (cold wallet). Esta última, por não ter conexão com a internet, pode ser mais segura e difícil mais dos hackers invadirem. Tenha atenção ao guardar sua chave privada que dá acesso a movimentação das suas criptos.


FONTE NovaDAX

Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos